Tudo sobre o DUT digital para veículos com CNPJ

Sem Parar Empresas: homem mexendo em seu notebook para emitir o DUT digital

Manter a regularização do carro de trabalho é fundamental para evitar problemas legais e garantir a segurança durante o uso para fins profissionais. Uma das principais dúvidas que surgem nesse sentido está relacionada à emissão do DUT digital.

O DUT, ou Documento Único de Transferência, é essencial para comprovar a propriedade do veículo. Recentemente, sua versão digital tem ganhado destaque, trazendo mais praticidade e agilidade para os proprietários.

 

O que é o DUT digital?

O DUT (Documento Único de Transferência), na realidade, foi substituído pelo atual CRV (Certificado de Registro de Veículo). No entanto, o objetivo do documento segue o mesmo, que é atestar a propriedade do veículo. Esse certificado comprova a titularidade do carro e é essencial para diversas transações e atividades relacionadas ao automóvel. 

Desde janeiro de 2021, a emissão do CRV impresso foi substituída pelo digital. E junto a essa mudança, foi introduzido o ATPV-e (Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo em meio eletrônico), que funciona como uma ponte de transferência de propriedade, que é consolidada com o CRV.

É importante, no entanto, frisar a diferença entre CRV (Certificado de Registro do Veículo) e CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo). Enquanto o CRV comprova a propriedade, o CRLV é o documento que atesta não apenas a posse, mas também o licenciamento digital do veículo, ou seja, a autorização para que ele possa circular legalmente.

 

Importância do DUT digital

Antes de mais nada, vale destacar que sem esse documento, os veículos ficam proibidos de circular, o que pode acarretar em consequências sérias. Essa proibição ocorre porque o CRV é o comprovante de propriedade do veículo, que atesta legalmente quem é o dono do carro. A ausência dele pode gerar problemas, como nos casos de fiscalizações de trânsito e até mesmo para venda ou transferência de propriedade.

Embora seja obrigatória a emissão do CRV, não é preciso carregar o documento durante a condução do veículo, seja na versão impressa ou digital. Diferentemente do CRLV digital (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo), o DUT digital (atual CRV) não exige o porte obrigatório. Porém, é preciso tê-lo armazenado em um dispositivo eletrônico para eventuais procedimentos legais e transações relacionadas ao veículo.

 

Como emitir DUT digital para CNPJ?

O processo de emissão do CRV digital é o mesmo tanto para veículos registrados em CPF quanto em CNPJ. Independente da categoria, a obtenção desse documento é essencial e ocorre de forma bastante simples.

É importante ressaltar que a emissão do CRV digital é necessária apenas uma vez, a menos que ocorram alterações significativas no veículo, como mudança de proprietário ou de características do automóvel, como alteração de cor, por exemplo.

Veja, a seguir, um passo a passo simples para emissão do CRV digital:

  1. Acesse o Portal do Detran ou o site específico do seu estado;
  2. Realize o login utilizando suas credenciais de acesso;
  3. Selecione a opção "Emissão de CRV digital";
  4. Preencha os dados solicitados, como número do Renavam, placa do veículo e outros detalhes;
  5. Verifique as informações, certificando-se que os dados fornecidos estão corretos antes de prosseguir;
  6. Realize a autenticação por meio do código enviado por SMS ou e-mail, ou através de certificado digital;
  7. Confirme a emissão;
  8. Baixe o documento e se certifique de salvá-lo em um local seguro.

Lembre-se de que, ao seguir esse procedimento, você garante a regularização do seu veículo, evitando problemas futuros e assegurando a legalidade da circulação.

💡Confira o guia completo da Gestão de Carro para MEI

 

Mantenha seu veículo em ordem!

Manter todos os detalhes do seu carro de trabalho em dia é essencial para o bom desempenho das suas atividades profissionais. Desde a regularização de débitos e documentações até a realização das manutenções, cada detalhe conta. Seu veículo é mais do que um meio de locomoção, é uma ferramenta de trabalho que pode influenciar diretamente nos seus resultados.

Por isso, não deixe de explorar mais boas práticas para fazer uma boa gestão do seu veículo de maneira simples e efetiva.

 

New call-to-action

Destaques

Você sabe a diferença entre frete CIF e FOB? Leia o post e descubra!
Sem Parar Empresas: Você sabe a diferença entre frete CIF e FOB? Leia o post e descubra!
12 - Março - 2021

Você sabe a diferença entre frete CIF e FOB? Leia o post e descubra!

A gestão de frotas costuma ser um trabalho massivo, afinal o setor é composto por um enorme conjunto de leis, normas e procedimentos, exigin…

Receba nossa newsletter

Gestão de benefícios