Tudo sobre gestão de transporte para frotas de caminhões

Sem Parar Empresas: um homem de gravata em um pátio com caminhões estacionados olhando a tela de um tablet para fazer gestão de transporte

Custos de combustível, manutenção, pedágios e planejamento de rotas eficientes… Esses são apenas alguns dos pontos que exigem bastante atenção na gestão de transporte rodoviário, ainda mais quando o assunto são as frotas pesadas.

A seguir, ajudamos você, gestor, com as melhores práticas para tornar sua operação logística ainda mais inteligente. 

 

Uma visão aprofundada sobre a gestão de transporte

A gestão de transporte rodoviário inclui estratégias para coordenar a movimentação de veículos e mercadorias. Esse processo envolve diversos pontos, como o controle de custos, certificações e monitoramento em tempo real. Ele ajuda a garantir que as operações sejam eficientes, seguras, econômicas e em conformidade com as leis.

Vale destacar que existem diversos benefícios de uma gestão de transporte bem estruturada. Entre eles: 

  • Redução de custos: desenhar rotas inteligentes reduz o consumo de combustível. Além disso, um mapeamento preciso de pedágios ajuda a evitar gastos desnecessários.

  • Manutenção em dia: garantir que os veículos estejam sempre em boas condições reduz o risco de falhas e custos de reparo. Além disso, evitar essas surpresas desagradáveis é importante para cumprir prazos, fazendo entregas mais rápidas, sem interrupções e desvios não essenciais.

  • Mais segurança: ferramentas de rastreamento permitem acompanhar a localização e o estado dos veículos, aumentando a segurança. Práticas inteligentes, como a capacitação dos motoristas são ações complementares para melhorar a condução e reduzir acidentes.

  • Sustentabilidade: rotas mais curtas e eficientes diminuem a emissão de gases poluentes, contribuindo para uma operação mais ecológica.

 

6 dicas para aprimorar sua gestão de transporte

Algumas práticas podem transformar a gestão de transporte. O resultado são operações mais seguras, estratégicas e, é claro, econômicas. Saiba mais sobre elas a seguir: 

  1. Invista em ferramentas de roteirização: aplicativos como Google Maps, Waze ou softwares especializados ajudam a planejar rotas, economizando tempo e combustível. Além disso, elas podem ajudar a se manter por dentro das condições das estradas e tarifas de pedágios.

  2. Faça manutenção preventiva: manter a frota bem cuidada previne falhas e reparos caros. Isso também garante maior segurança nas estradas. Fazer um agendamento regular desses cuidados ajuda a corrigir problemas antes que se tornem graves.

  3. Capacite seus motoristas: ofereça cursos de direção defensiva e técnicas de economia de combustível. Motoristas bem treinados conduzem de forma mais segura. É importante também usar dados de desempenho para fornecer feedback e melhorar as habilidades do time.

  4. Monitore a frota em tempo real: tecnologias como GPS e de controle de combustível permitem acompanhar a localização dos veículos e o comportamento dos motoristas, garantindo maior segurança. Há também uma melhor gestão do tempo, ajustando rotas conforme necessário para evitar atrasos.

  5. Otimize a carga dos veículos: distribua o transporte de forma equilibrada para maximizar a eficiência e reduzir o desgaste dos veículos. Planeje rotas que minimizem as viagens sem carga, tendo bons resultados com custos reduzidos.

  6. Dados e análises: se baseie em dados históricos para identificar padrões e fazer ajustes estratégicos na gestão da frota. Gerar relatórios regulares sobre desempenho, consumo de combustível, custos e manutenção ajuda a identificar áreas de melhoria.

 

O combustível na gestão de transporte

Não é exagero falar que o combustível é um dos principais custos na gestão de transporte, impactando diretamente a rentabilidade das operações. Por isso, gerenciar esse recurso com cuidado é necessário para manter os custos sob controle e evitar possíveis fraudes, como desvio de galões. 

Em muitos casos, o abastecimento pode representar mais de 50% dos custos operacionais de uma frota. Sua variação de preço afeta significativamente o orçamento. Sabendo da importância desse item, é importante apostar em práticas que poupam combustível, como: 

  • Evitar tráfego: planejar viagens fora dos horários de pico pode evitar congestionamentos e o uso excessivo de combustível com paradas consecutivas.

  • Condução econômica: treinar motoristas para práticas de condução econômica, como evitar acelerações e frenagens bruscas pode fazer a diferença. Manter também uma velocidade constante e dentro dos limites recomendados economiza combustível.

  • Tecnologia de monitoramento: sistemas de controle de combustível frota monitoram em tempo real os abastecimentos, identificando desperdícios e oportunidades de economia, além de reduzir as chances de desvios.

  • Política de abastecimento: estabelecer quais postos de combustível os motoristas devem frequentar é essencial para garantir a qualidade, evitando o combustível adulterado.


Mantenha suas práticas de gestão de transporte atualizadas!

Todo o dinamismo logístico exige que os gestores estejam em constantes estudos para aplicar as melhores práticas e ferramentas. A evolução rápida do setor demanda atualização e jogo de cintura. Por isso, manter-se informado sobre as últimas tendências e tecnologias é importante para uma gestão de transporte realmente eficaz. 

Por isso, continue se aprofundando sobre este assunto, explorando novas estratégias e ferramentas que podem transformar suas operações.

Destaques

Você sabe a diferença entre frete CIF e FOB? Leia o post e descubra!
Sem Parar Empresas: Você sabe a diferença entre frete CIF e FOB? Leia o post e descubra!
12 - Março - 2021

Você sabe a diferença entre frete CIF e FOB? Leia o post e descubra!

A gestão de frotas costuma ser um trabalho massivo, afinal o setor é composto por um enorme conjunto de leis, normas e procedimentos, exigin…

Receba nossa newsletter

Gestão de benefícios