Passo a passo de como calcular vale-combustível para funcionário

Sem Parar Empresas: pessoa utilizando calculadora e fazendo anotações em um tablet para entender como calcular vale-combustível para funcionário

Em um cenário cada vez mais competitivo quando o assunto é atração e retenção de talentos, a oferta de benefícios se destaca como uma estratégia fundamental. Mas para que ela seja efetiva tanto para a empresa como para os colaboradores, é preciso atender as necessidades destes. Justamente por isso, calcular o vale-combustível da forma correta é tão importante, garantindo o depósito do saldo ideal. Afinal, você sabe como isso funciona na prática?

 

Entendendo o vale-combustível

Resumindo, o vale-combustível é um benefício que pode ser oferecido pelas empresas aos seus funcionários para auxiliar com os custos de deslocamento. Em outras palavras, ele pode ser usado para cobrir os valores de abastecimento do veículo particular, e por isso se diferencia de outro auxílio-mobilidade, ou seja, do vale-transporte – que é destinado para despesas com transporte público e pode acarretar em desconto de até 6% do salário. 

Para funcionários que  utilizam o próprio automóvel, o vale-combustível é uma alternativa valiosa, trazendo mais flexibilidade, bem-estar e autonomia. Ele também é importante em atividades que exigem deslocamento, como viagem empresarial ou visitas a clientes e fornecedores, por exemplo, custeando despesas com combustível tanto para veículos próprios como da frota empresarial. 

É possível oferecê-lo como um benefício adicional ao vale-transporte ou então como um substituto, desde que esteja de acordo com a legislação trabalhista. Em primeiro lugar, isso só pode acontecer se o trabalhador optar pelo não recebimento do VT, pois é um direito garantido por lei (nº 7.418/1985). 

 

Como calcular vale-combustível para funcionário?

Fazer o cálculo pode parecer desafiador, mas existem alguns pontos de atenção que facilitam essa tarefa do RH. Vale destacar que, diferente do VT, o vale-combustível não tem regras previstas na CLT. No entanto, algumas variáveis podem nortear esse processo e ajudar a chegar em um resultado mais adequado às necessidades dos trabalhadores:

  • Levantamento de informações: o primeiro passo é obter o consumo médio de combustível do veículo do colaborador. Por exemplo, suponha que o veículo faça 10 km por litro de gasolina.

  • Trajetos de deslocamento: classifique os trajetos realizados pelos colaboradores em dois tipos: cidade e estrada.

  • Cálculo do consumo: estipule o gasto específico para cada tipo de trajeto. Por exemplo:
  • Cidade: 10 km/l
  • Estrada: 15 km/l

  • Definição da distância: estime quilometragem percorrida pelo colaborador para chegar ao trabalho. Para o exemplo de cálculo, suponha que sejam necessários 30 km por dia.

  • Aplicação do cálculo: multiplique a distância diária pelo consumo médio para obter o gasto diário:
  • Gasto diário na cidade = 30 km * (1/10) = 3 litros
  • Gasto diário na estrada = 30 km * (1/15) = 2 litros
  • Números mensais: multiplique os gastos diários pelos dias úteis do mês (considerando um mês de 22 dias úteis): 
  • Gasto mensal na cidade = 3 litros * 22 dias = 66 litros
  • Gasto mensal na estrada = 2 litros * 22 dias = 44 litros

  • Valor do auxílio: defina o valor do auxílio por litro de combustível. Por exemplo, se o valor for R$ 5,00 por litro: 
  • Valor do auxílio mensal na cidade = R$ 5,00 * 66 litros = R$ 330,00
  • Valor do auxílio mensal na estrada = R$ 5,00 * 44 litros = R$ 220,00

Neste exemplo, cada funcionário teria um valor de vale-combustível personalizado conforme as suas necessidades específicas. A precisão do cálculo depende da exatidão das informações fornecidas, como o consumo real do veículo e a distância diária percorrida. 


Vantagens para aproveitar sabendo como calcular vale-combustível para funcionário

A oferta de vale-combustível é uma prática valiosa, mas é importante garantir que seja coerente com a realidade de cada colaborador. Afinal, não adianta oferecer um benefício que não atende as demandas do time. Um cálculo personalizado, considerando as variáveis acima, é essencial para garantir sua eficácia.

Confira a seguir as vantagens de implementar o benefício da forma correta: 

  • Ideal para equipes externas: colaboradores que desempenham atividades como visitas a clientes ou prestação de serviços fora da sede da empresa se beneficiam diretamente, tornando o vale-combustível uma solução eficaz tanto para a gestão quanto para os funcionários.

  • Autonomia e flexibilidade: ao oferecer o auxílio em vez de um vale fixo, os colaboradores têm a flexibilidade de adaptar seus deslocamentos de acordo com suas necessidades, promovendo mais satisfação, além de não ficarem reféns do transporte público.

  • Gestão financeira otimizada: o vale-combustível permite uma gestão mais precisa dos custos associados aos deslocamentos, ajudando colaboradores a planejar seus gastos de forma mais eficiente. Além disso, o uso de ferramentas inteligentes torna a organização desses benefícios mais automatizada e transparente para o RH e o financeiro. 

  • Economia: diferentemente do vale-transporte, o vale-combustível não é descontado na folha de pagamento, proporcionando economia para o colaborador e, portanto, uma percepção mais positiva do benefício. 

💡 Aprenda as melhores práticas para uma Gestão de benefícios eficiente.

 

Facilite o deslocamento dos colaboradores!

Uma boa gestão de benefícios pode fazer toda a diferença na satisfação da equipe e também na organização da empresa. E isso começa ao fornecer auxílios pertinentes à realidade do time. Mas para que dê certo, principalmente quando é feita a troca do vale-transporte pelo vale-combustível, é necessário fazer o cálculo correto e personalizado.

Se você quer unir a eficiência operacional com o bem-estar dos colaboradores, é hora de se aprofundar em mais boas práticas para sua estratégia de benefícios. 

 

Destaques

Síndrome de burnout: tudo o que você precisa saber sobre o tema
Sem Parar Empresas: Síndrome de burnout: tudo o que você precisa saber sobre o tema
8 - Junho - 2020

Síndrome de burnout: tudo o que você precisa saber sobre o tema

Trabalhar bastante, se preocupar com entregas e prazos, respeitar seus próprios limites e ainda lidar com o estresse do dia a dia — o que tu…

Receba nossa newsletter

Gestão de veículos